Tags

, , ,

Não inventei nada. Essa fórmula já é uma velha conhecida: hypou, banalizou, cafoneou. Só que, em tempos internéticos de excesso de informação* e de viralizações mil, foi preciso criar um novo verbo para entender melhor o fenômeno: cafonear + carnavalizar = cafonalizar.

Hypou, cafonalizou. Não tem jeito.

Até os clássicos – quem diria? – estão sendo cafonalizados. Ou seja, vão sair da categoria de clássicos eternos e entrar na categoria de cafonalizados eternos. Coco, revire-se na tumba.

E, ah, aguardem a segunda parte! :-)

Um ótimo final de semana para tod@s!

* excesso de informação ruim e escassez de informação boa e/ou útil.

Podem jogar pedras; já estou toda trabalhada na armadura de aço, hohoho.

Anúncios