Tags

, , ,

Sapatos são objetos mágicos. Um estudo recente, realizado nos EUA, demonstrou que sapatos têm um alto poder viciante. E que a compra de um par de sapatos novos produz, no cérebro feminino, o mesmo efeito que um valium ou prozac. Ou seja, para o Centro de Estudos sobre Comportamento do Consumidor, sapatos são uma droga que causa dependência.

Lembre-se que Cinderela virou princesa graças a um sapatinho de cristal. Bush sentiu toda a raiva da humanidade através de um célebre lançamento de sapato. Sapato de bruxa, sapato de Aladim, sapatilha de bailarina. Sapatos como objeto de fetiche e de luxúria. Dizem os psicólogos que os sapatos simbolizam o sexo: um lado côncavo e um lado convexo, mulher e homem. E também simbolizam poder, pois refletem o status e a posição do seu dono. Estafadores, mafiosos de categoria e malandros profissionais são famosos pelos seus sapatos lustrosos. O seu sapato também reflete a sua personalidade: diga-me como andas – e por onde pisas – e eu te direi quem és.

E o que podemos dizer, então, sobre os sapatos… vermelhos?

Sapatos vermelhos: filme inglês de culto, conto de Christian Andersen e – para mim – uma entidade digna de culto. Um vício.

Acho que tal Centro de Estudos tinha razão…

Nunca me esquecerei dos meus primeiros sapatos vermelhos. Demorei um pouco até ter coragem para estreá-los. Eram uns tênis náuticos – que eu uso até hoje – de um vermelho-sanguinário que se podia avistar a uns 30km. de distância. No começo me achava meio estranha, parecia que os meus pés berravam por atenção. No entanto, não demorei a descobrir que os benditos combinavam com quase tudo e que sempre davam uma graça no meu visual, uma levantada, uma vivacidade incrível. Me apaixonei. Daí veio o pretexto, quer dizer, a necessidade de comprar a primeira bolsa vermelha. O resto é história. E o final vocês devem imaginar.

Se você ainda não sucumbiu à tentação, pense duas vezes antes de adquirir os seus primeiros pares de sapatos da cor do rubi.

Depois não diga que eu não avisei…

Afinal, não sou dessa classe de viciados que gosta de levar os outros para o fundo do abismo comigo!

Isso é tudo por hoje.

Esse post foi só para dizer que eu preciso de uma sandália vermelha. Estou correndo o risco de entrar em fase de abstinência. Me desculpem por ter montado todo esse drama só para dizer isso. É, eu gosto de um drama mexicano. E quanto mais sanguinolento, melhor!

About these ads